HCC

Comissão de Controle de Infecção Hospitalar


O hospital possui uma Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) que é um órgão de assessoria à autoridade máxima da instituição e de execução das ações de Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar, sendo também um órgão consultivo, normativo e educativo, pois realiza trabalhos de educação continuada para os colaboradores, orienta pacientes e familiares sobre cuidados para prevenir infecções entre outros essenciais para manter e restaurar a saúde dos pacientes.

Atribuições

*Elaborar, implementar, manter e avaliar um Programa de Controle de Infecção Hospitalar;
*Realizar vigilância das infecções hospitalares;
*Estratificar as taxas de infecções hospitalares, especialmente em pacientes críticos associando as infecções aos possíveis procedimentos de risco realizados nos pacientes;
*Divulgar os índices de infecções hospitalares aos diversos setores de assistência do hospital, mensalmente;
*Participar na elaboração da política de uso e controle dos antimicrobianos;
* Realizar investigação de casos e surtos e, sempre que indicado, implantar medidas de controle;
* Executar e fiscalizar o cumprimento das normas sugeridas e aprovadas pela CCIH;
*Comunicar à Secretaria da Saúde do Estado e do Município, as doenças de notificação compulsória ocorridas nos pacientes internados no hospital;
*Registrar e desenvolver ações a fim de prevenir e controlar as infecções que se constatem no ambiente hospitalar;
*Supervisionar a monitorização microbiológica das autoclaves;
*Manter registro de suas atividades;
*Fixar normas e critérios para aquisição, indicação e uso de soluções germicidas a serem utilizados no hospital;
*Elaborar e auxiliar na elaboração de rotinas de procedimentos relacionadas ao controle das infecções hospitalares e atualizá-las;
*Estabelecer prioridades de internação em quartos individuais para pacientes com infecções transmissíveis ou com imunodepressão de qualquer etiologia;
*Executar outras atividades não contempladas nessa relação, de acordo com as necessidades do CIH.

Equipe Profissional

A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) é formada por uma equipe multidisciplinar e seus representantes são os seguintes:

Membros Deliberativos

Dr. Darlan Martins Lara – Diretor Técnico do Hospital
Dr.ª Lúcia Schwambach – Presidente da CCIH e Diretora Clínica do Hospital
Sr. Felipe Sohne – Representante do Serviço Administrativo
Enf.ª Aline de Ávila – Representante do Serviço de Enfermagem
Farm. Lilian Hartmann – Representante do Serviço de Farmácia
Bioq. Diego Coelho Bastos – Representante do Laboratório de Microbiologia

Membros Executivos

Dr. Wernher Schwambach
Enf.ª Inara Camara da Cruz
Téc. de Enfermagem Cristina Napp Ayres

Contato

Telefone: (54) 3329-9898 Ramal: 270
Horário de Funcionamento: Das 08h às 12h e das 13:30h às 17:30h
E-mail: ccih@hcc.org.br
Enf.ª Inara Cruz e Cristina Napp Ayres

Dicas

INFECÇÃO HOSPITALAR OU INFECÇÃO RELACIONADA À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IRAS): é aquela adquirida após a admissão do paciente e que se manifeste durante a internação ou após a alta, quando puder ser relacionada com a internação ou procedimentos hospitalares.
INFECÇÃO COMUNITÁRIA: é aquela constatada ou em incubação no ato de admissão do paciente, desde que não relacionada com internação anterior no mesmo hospital.


Orientações do SCIH a pacientes e familiares

Como o visitante é considerado parte contribuinte na recuperação do ser humano quando hospitalizado, salientamos alguns pequenos cuidados que deve-se preconizar quando realiza-se visitas a familiares e amigos mas que fazem toda a diferença na recuperação do paciente. São eles:
- HIGIENIZAR AS MÃOS: 80% dos germes e bactérias são transmitidos pelas mãos, por este motivo orientamos a higienização das mãos ao chegar e sair do HCC, bem como, antes e após tocar o paciente.
- KIT HIGIENE: Cada paciente é responsável por trazer para o hospital, na internação, seu KIT DE HIGIENE contendo: creme dental, escova de dentes, enxaguante bucal (cepacol), sabonete, shampoo, condicionador, escova de cabelos, desodorante, hidratante para o corpo, toalhas de banho e rosto e o que mais julgar importante trazer para seu cuidado pessoal, pois o hospital não fornece esses intens.
- ALIMENTOS: O serviço de nutrição hospitalar oferece dieta aos pacientes conforme necessidade dos mesmos e orientação médica, não necessitando que alimentos sejam trazidos de casa, evitando assim o aparecimento de formigas, baratas e outros insetos que também são carreadores de infecções. Os alimentos que podem ser guardados na geladeira da copa são os que o Setor de Nutrição e Dietética não oferece aos pacientes. Somente a copeira está autorizada para guardá-los e retirá-los.
- CHIMARRÃO: É proibido nas dependências do Hospital.
- VISITAS: Realizar visitas aos parentes e amigos em casa. O número de visitantes no quarto deverá ser restrito ao mínimo pois a aglomeração de pessoas favorece a disseminação de gripe e outras viroses respiratórias. No CTI (Centro de Terapia Intensiva) o horário de visitas é reduzido, liberando apenas três visitantes por horário.
* Visitantes com febre, gripe, dermatites, abscessos, infecções gastrintestinais, respiratórias, bem como outras infecções não devem visitar pacientes!
- NO QUARTO: O visitante não deverá deitar ou sentar na cama do paciente ou em outra cama evitando desta maneira carrear micro-organismos tanto para o leito hospitalar quanto para sua roupa.
- CRIANÇAS: Evitar que crianças circulem pelo hospital, pois a defesa imunológica é diminuída em relação aos adultos tornando-os mais expostos à doenças e infecções.
- PRECAUÇÕES: Ao encontrar placas vermelhas, verdes ou amarelas, na porta do quarto do paciente, procure orientação no posto de enfermagem.
- CIRURGIAS: O SCIH preocupa-se com os pacientes mesmo após a alta, realizando acompanhamento por telefone aos pacientes que realizam cirurgias por videoscopias e cesarianas em nosso estabelecimento.

Siga-nos!